O que é asma?

O que é asma?

doença que causa diminuição do fluxo de ar nos pulmões

Asma é uma doença que causa diminuição do fluxo de ar nos pulmões. Isso pode resultar em uma variedade de sintomas como dificuldade de respirar, chiado no peito, aperto ou pressão no peito e tosse.

Essa diminuição no fluxo de ar é causada por uma inflamação, acúmulo de muco e células mortas no pulmão. Essa inflamação leva a uma constrição (diminuição do calibre) das vias áreas inferiores, por onde passa o ar. Essa constrição não é constante, ela vai e vem. Assim os sintomas também não são constantes, podendo atacar hoje e melhorar logo depois. Quando a constrição é severa e prolongada pode levar a uma ataque de asma, ou crise asmática, com sintomas graves e até risco de vida para o paciente. A longo prazo pode levar a alterações irreversíveis no pulmão.

Quem tem asma e porque?

A asma acomete cerca de 300 milhões de pessoas em todo mundo.

. Não se sabe ao certo porque algumas pessoas têm asma e outros não porém pessoas com familiares que tenham asma ou alergias estão mais propensos a ter asma. Muitas pessoas que têm asma têm também alergias. Em muitos casos alérgenos como ácaros, pelos de animais, fungos ou polem podem desencadear um ataque de asma. Esse tipo de asma é chamado de asma alérgica e é o tipo mais comum.

A maioria dos pacientes com asma tem outras doenças que interferem no controle e tratamento. 80% dos asmáticos tem rinite ou sinusite. Alguns também vão ter outras doenças alérgicas como dermatite atópica, conjuntivite alérgica ou alergias alimentares e medicamentosas. O tratamento nesses casos deve ser junto pois o descontrole de uma delas como a rinite pode piorar o controle da asma.

Quais os sintomas da asma?

Muitas pessoas nem sabem que têm asma, principalmente se os sintomas não são severos. Porem qualquer sintoma significa que a asma não está controlada

Os sintomas mais comuns são:
- Tosse, principalmente a noite, com exercício ou ao rir.
- Falta de ar, dificuldade de respirar
- Sensação de aperto ou pressão no peito
-Chiado no peito, como um apito ou um gatinho miando

As vezes uma tosse persistente pode ser o único sintoma. Os sintomas costumam piorar a noite e pela manha porém podem ocorrer a qualquer momento. Com frequência um gatilho pode desencadear os sintomas.
Quais os gatilhos da asma? Fatores desencadeadores.
Os fatores que desencadeiam os sintomas de asma são chamados de gatilhos e nem todos tem os mesmos gatilhos

Gatilhos para asma incluem:
-Alérgenos como ácaros (poeira doméstica), polem, mofo, pelos de animais
- Irritantes como fumaça de cigarro, gases, poluição, perfumes e odores fortes
- Exercício físico
- Medicamentos como aspirina
- Ar frio e seca ou mudanças climáticas súbitas
- Doenças como obesidade, apneia do sono, refluxo, resfriados e sinusite
- Stress e depressão

Como é feito o diagnóstico?
Deve ser feito durante a consulta médica baseado na história clínica do paciente, exames físicos, principalmente a ausculta pulmonar, e sempre que possível com testes alérgicos e prova de função pulmonar.
A prova de função pulmonar ou espirometria é o exame que determina se o fluxo de ar no pulmão está comprometido. Um paciente com asma pode ter um exame normal ou alterado dependendo da gravidade da asma. Como se trata a asma?
O objetivo do tratamento da asma é controlar os sintomas por períodos prolongados levando-se em consideração efeitos colaterais dos medicamentos e custo. Infelizmente não existe uma cura.
As medicações utilizadas para controlar a asma vão depender da gravidade da mesma e também se é para tratar a crise asmática, a fase aguda, ou para fazer a manutenção do controle, isso é, evitar novas crises.
- Corticoides inalatórios: Principal medicação para o tratamento de manutenção, para prevenir as crises.
-Bronco dilatadores de longa duração: São usados em associação com os corticoides inalatórios quando esses não são suficientes para prevenir as crises.
- Antileucotrienos: podem ser usados como medicação única em casos mais leves ou associados aos corticoides e broncodilatadores também para prevenir as crises
-Omalizumabe (Xolair): É um anticorpo monoclonal que impede a ação da IgE, molécula causadora da alergia. Usado apena em asma grave e não controlada. Extremamente caro e deve ser administrado em centros especializados.
-Imunoterapia (vacinas de alergia): Indicado na asma alérgica, principalmente se também tiver associado outras doenças alérgicas pois pode tratar concomitantemente as outras alergias. Melhora dos sintomas a longo prazo, mesmo após parar o tratamento.
Outros medicamentos como cromonas, bambuterol e teofilina também podem ser usados com menos frequência para o controle da doença
- Para o tratamento da crise costuma-se usar os broncodilatadores de curta duração associados ou não aos anticolinérgicos (berotec ou aerolin com atrovent). O uso de corticoides orais durante e após a crise por alguns dias é importante para tratar e prevenir uma recidiva precoce dos sintomas

Os medicamentos inalatórios usados para tratar a asma precisam se depositar no pulmão. Para isso existem vários dispositivos. A escolha entre os diferentes tipos de dispositivo inalatório vai depender da idade do paciente e preferência individual. Existe o pó inalatório, spray inalatório que pode ser usado com espaçador para crianças e idosos e o nebulizador.

Qualquer pessoa com asma ou alergias deve se sentir bem, ativo durante o dia todo e dormir bem a noite. Não aceite nada menos do que isso. Com a medicina atual é possível o controle da grande maioria dos pacientes alérgicos. Se você deixa de praticar atividade física por falta de ar, cansaço ou tosse sua asma não está controlada. Se você acorda de noite para tossir, perde dias de trabalho/escola, vive no pronto socorro sua asma não está controlada. Costumo dizer a meus pacientes que eles têm que ter uma vida normal, sem restrições, praticando atividade física. Se isso não está acontecendo é porque não estou fazendo meu trabalho direito.