4 tipos de sinusite – Como tratar sinusite em Botafogo
17 de setembro de 2021
Urticária em criança
Urticária nervosa ou emocional.
27 de setembro de 2021

Dermografismo, do diagnóstico ao tratamento.

dermografismo braço

 

O que é dermografismo?

É o tipo mais comum de urticária física, ocorrendo em até 5% da população.

O ato de coçar, se esfregar com toalha ou exercer atividades que pressionem a pele leva ao aparecimento de inchaços na pele, como lanhados, avermelhados, que costumam coçar bastante e após algum tempo somem sozinhos sem deixar sequela.

Quem olha após 30 minutos vê uma pele normal, sem lesões.

dermografismo

lesões após coçadura

A pessoa costuma apresentar o dermografismo subitamente, sem motivo aparente e sem relação com alguma outra doença, medicamento ou qualquer outro motivo. Os pacientes jovens são os mais acometidos.

Geralmente dura de meses a anos. Em média a duração é de 2-3 anos até a resolução espontânea, com ou sem tratamento.

Algumas teorias ligam o aparecimento desse tipo de urticária com infecções virais prévias, uso de antibióticos ou fatores emocionais porém o mais comum é não conseguir comprovar relação com nenhum acontecimento anterior. Literalmente aparece “do nada” e também após alguns meses/anos vai embora “do nada”.

No dermografismo não há o aparecimento de angioedema ou acometimento de mucosas como a boca.

Geralmente a pessoa que sofre com dermografismo sente uma coceira na pele e ao se coçar aparecem lanhados elevados e avermelhados, que coçam muito e que costumam durar 20-30 minutos e sumir espontaneamente.

O que ocasiona esses inchaços na pele é a fricção dos dedos que estimula células chamadas mastócitos a liberar uma substância chamada histamina e isso leva ao edema, vermelhidão e coceira.

Por isso o tratamento é com anti-histamínicos = antialérgicos.

A palavra dermografismo vem da junção do latim derme = pele e do grego grafia = escrita.

Literalmente significa escrita na pele. É fácil saber o porque uma vez que podemos “escrever” na pele da pessoa que tem esse tipo de urticária

dermografismo

dermo = pele
grafismo = escrita

O dermografismo é um tipo de urticária física, que são aquelas urticárias que aparecem por estímulos externos como o frio (urticária ao frio), o calor (urticária ao calor e urticária colinérgica), o sol (urticária solar) a pressão (urticária por pressão tardia) etc.

É comum alguém que tem dermografismo ter outros tipos de urticária associado

Se você quer saber mais sobre os tipos de urticária clique aqui.

Diagnóstico do dermografismo

O diagnóstico é simples e feito na hora da consulta pelo médico. Ao atritar contra a pele do paciente alguma coisa dura como a tampa de uma caneta ou o abaixador de língua um inchaço aparecerá em 1-3 minutos no local em que a pressão foi exercida e durará por 20-30 minutos.

exame para diagnóstico de dermografismo

exame para o diagnóstico

Não é preciso exames de sangue, biópsia da lesão ou qualquer outro tipo de exame para o diagnóstico

Dermografismo tratamento

Geralmente nenhum tipo de tratamento com medicamentos é preciso uma vez que as lesões somem espontaneamente em 20-30 minutos. Está indicado evitar exercer atritos na pele ou usar coisas muito apertadas como calcinha e sutiã com elásticos apertados.

Caso a pessoa esteja muito incomodada com a coceira pode usar antialérgicos não sedativos de segunda geração.

Exemplos de antialérgicos de segunda geração e que não dão sono:

  • Levocetirizina – Zina, Zyxen, Rizi

  • Cetirizina – Zyrtec

  • Loratadina – Claritin, Loratamed

  • Desloratadina – Desalex, Esalerg, Aloff

  • Ebastina – Ebastel

  • Rupatadina – Rupafin

  • Fexofenadina – Allegra, Fexodane

  • Bilastina – Alektos

Costumo dizer para meus pacientes que o não posso curar o dermografismo deles porém posso dar qualidade de vida e orientação. Essa doença vai sumir sozinha na hora que ela quiser e nem o melhor médico do mundo vai te curar com algum tratamento milagroso.

Não é indicado o tratamento com vacinas e nem para outros tipos de urticária. Tampouco homeopatia ou qualquer outra coisa além de antialérgicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>