dermatite de contato em mãos
O que é dermatite de contato, causas e como tratar
5 de outubro de 2021
esmalte de unha
Alergia a esmalte de unha.
19 de outubro de 2021

Teste de contato ou patch test. Saiba como é feito e quais os tipos.

teste de contato ou patch test

teste de contato ou patch test

 

O que é teste de contato ou patch test?

É o exame mais eficiente para diagnosticar a causa da dermatite de contato. Quando o teste dá positivo para uma determinada substância e o paciente tem uma história de contato com esse produto podemos confirmar que a causa da dermatite dele é o contato com aquele produto.

Exemplo:

  1. Se o paciente tem uma irritação no lóbulo da orelha e suspeitamos que a causa da dermatite é alergia a brinco, um teste de contato positivo para a substância níquel confirma a suspeita de dermatite de contato pelo níquel da bijuteria

  2. Se o paciente tem história de coceira na cabeça após tingir os cabelos e suspeitamos de alergia a algum produto da tintura, um patch test positivo para parafenilenodiamina (PPD) confirma o diagnóstico de alergia a esse corante usado nas tinturas

  3. Se o paciente tem história de irritação e coceira em face e pálpebras e suspeitamos de alergia ao esmalte um teste de contato positivo para formaldeído confirma o diagnóstico de dermatite por esse componente tão comum da maioria dos esmaltes

O que é dermatite de contato?

É a inflamação na pele (dermatite) causado pelo contato com algum produto.

Esse produto pode ser uma substância irritante como um sabonete ou detergente e ai chamamos de dermatite de contato irritativa, a mais comum

Também pode ser uma substância não irritante, que não deveria causar mal algum, como o metal níquel. Nesse caso a dermatite é causada por um processo imunológico, uma alergia ao níquel. Ai chamamos de dermatite de contato alérgica.

dermatite de contato a niquel

dermatite de contato a niquel

Os sintomas da dermatite de contato são:

 

  • Secura ou descamação

  • Coceira

  • Rachaduras

  • Vermelhidão

  • Dor ou sensação de queimação

  • Bolhas

  • Drenagem de pequenas quantidades de sangue ou líquido claro de rachaduras na pele

Como é feito o teste de contato ou patch teste?

Coloca-se diversas substâncias em contato com o paciente, por alguns dias, para avaliar se no local do contato vai haver uma reação alérgica. A reação alérgica costuma demorar horas a dias para aparecer, por isso o teste demora tanto.

teste de contato substâncias

teste de contato substâncias

Em geral se escolhe uma bateria de substâncias pata testar, a mais comum é chamada de teste de contato bateria padrão. A depender da suspeita clínica do médico pode-se complementar o teste solicitando outras baterias específicas como a bateria cosméticos, unhas ou cabelos por exemplo

Essas substâncias são aplicadas geralmente nas costas do paciente e presas com fitas adesivas com câmaras de papel ou plástico.

Pede-se ao paciente não molhar o local e evitar transpirar em excesso.

Após 48hs (2 dias) o teste é retirado no consultório e feito uma primeira leitura pelo médico. O paciente é orientado a retornar em 24 a 48hs para uma segunda leitura com o médico.

Nesse meio tempo deve expor as costas (a área do teste de contato) ao sol por 30 minutos. Isso porque algumas substâncias só causam alergias quando expostas ao sol, por exemplo o limão que só queima se em contato com a pele e ao sol. Chama-se isso de fotossensibilização.

Nessa segunda leitura o médico vai olhar para as costas do paciente e ver se em algum lugar houve uma reação alérgica e a intensidade dessa reação.

Ele poderá então dizer se o paciente é alérgico a determinada substância e o grau de alergia.

 

Teste de contato aberto

Algumas vezes não é preciso fazer um teste de contato padrão no consultório do médico

Se o paciente suspeita, por exemplo, de alergia a uma determinada tintura de cabelo podemos pegar uma pequena quantidade desse produto e aplicar no punho durante alguns dias (até 7 dias). Se em algum momento houver uma irritação da pele no local sabemos que o produto em questão causa alergia no paciente.

Não é possível afirmar qual substância daquele corante é o causador da alergia (se é o parafenilenodiamina, amônia etc) mas é possível aferir que o paciente tem dermatite ao contato com aquela tinta para cabelo e deve evitar a mesma.

Em um segundo momento pode-se fazer um teste de contato série padrão e cabelos para identificar a substância específica que causa a alergia e tentar encontrar uma tintura de cabelo que não contenha esse produto.

O teste de contato aberto também é interessante quando vamos usar um produto pela primeira vez.

Digamos que você sabe que é alérgica a alguns tipos de perfumes e quer usar um novo que acabou de ganhar. Em vez de passar no corpo todo pode testar no pulso por alguns dias e se houver uma reação será em uma área pequena e facilmente tratável um uma pomada de corticoide.

 

Quais os testes de contado que existem?

  • Serie padrão

  • Serie cosméticos

  • Serie unhas

  • Serie cabelos

  • Serie regional

  • Serie alimentos

  • Serie corticoides

  • Serie dental

  • Serie calçados

patch test

patch test

Teste de contato padrão

O Grupo Brasileiro de Estudos da Dermatite de Contato determina quais as substâncias que mais causam alergia no nosso meio e com isso padronizaram uma bateria com as 30 substâncias. Por serem as mais frequentes geralmente este é o primeiro teste de contato a ser solicitado.

Teste de contato padrão 30 substâncias quais são?

 

Antraquinona 2%

Bálsamo de Perú 25%

Benzocaína 5%

Bicromato de potássio 0,5%

Butilfenol-para-terciário 1%

Carba mix 3%

Cloreto de cobalto 1%

Colofônia 20%

Etilenodiamina 1%

Formaldeído 1%

PPD mix 0,4%

Prometazina 1%

Propilenoglicol 2%

Quartenium 15 1%

Quinolina mix 6%

Hidroquinona 1%

Irgasan 1%

Kathon CG 0,5%

Lanolina 30%

Mercapto mix 2%

Neomicina 20%

Nitrofurazona 1%

Paraben mix 15%

Parafenilenodiamina 1%

Perfume mix 7%

Resina Epóxi 1%

Sulfato de níquel 5%

Terebentina 10%

Timerosal 0,05%

Tiuram mix 1%

Teste de contato bateria cosméticos

Essa bateria foi formada a partir da necessidade dos médicos em testar outros produtos que não estavam na Bateria Padrão Brasileira. Foram selecionadas as 10 substâncias que mais causam alergia em cosméticos.

Teste de contato bateria regional

Essa bateria complementa a Bateria Padrão e Cosméticos, com novas substâncias comumente presentes em produtos utilizados na América Latina. São 17 produtos químicos em 10 substâncias diferentes. O objetivo é ampliar a chance de detectar o agente causal da dermatite alérgica de contato, sem deixar de utilizar as atuais baterias (padrão e cosméticos)

Teste de contato série capilar

Produtos para cabelos podem conter uma vasta gama de produtos químicos e vários componentes podem desencadear reações de sensibilidade.

Essa bateria tem como finalidade complementar e ampliar o número de substâncias atualmente utilizadas para diagnóstico de alergia a tinturas e aos cosméticos presentes em shampoos, condicionadores e outros produtos para os cabelos. São 15 substâncias que não estão presentes nos outros testes

Teste de contato série unhas

Os cosméticos mais utilizados nas unhas são os esmaltes, os removedores de esmalte, os removedores de cutículas e unhas postiças.

Estes cosméticos podem sensibilizar a um ou mais dos diferentes componentes químicos podendo provocar dermatite irritativa e/ou dermatite alérgica e outras doenças de unhas como: paroníquia, onicomicose e distrofia das unhas. A sensibilização não ocorre somente na região das unhas, podendo manifestar-se também nas pálpebras, em torno da boca, queixo e pescoço.

As principais substâncias que causam alergia são o formaldeído e tolueno. Essa bateria é composta por 20 substâncias que não estão nas outras baterias.

 

Onde fazer o patch teste?

O exame é geralmente feito em clínicas de alergia.

No Serviço de Alergia da Policlínica de Botafogo, no Rio de Janeiro, realizamos diversos tipos de testes alérgicos todos os dias e aceitamos diversos convênios além de particular, orientando o paciente e solicitar o reembolso com laudos adequados. 

O convênio cobre o patch teste?

Sim!! A maioria dos testes de contatos têm cobertura pelo plano de saude

O seu médico tem que pedir o tipo de teste e colocar o código TUSS

4.14.01.75-1 Teste de contato bateria cosméticos
4.14.01.76.0 Teste de contato bateria regional
4.14.01.77.8 Teste de contato bateria capilar
4.14.01.78.6 Teste de contato bateria unhas
4.14.01.79-4 Teste de contato bateria medicamentos/corticoides
4.14.01.80-8 Teste de contato bateria agentes ocupacionais
4.14.01.42-5 Teste de contato de bateria padrão – até 30 substâncias

Caso o seu plano demore para autorizar, solicite a garantida de atendimento segundo a RN 259 da ANS. Essa resolução da ANS obriga os planos a disponibilizar os testes em até 10 dias úteis.

Outra opção é fazer o teste particular e solicitar o reembolso posterior. O seu médico deve dar uma nota fiscal e um laudo com indicação do procedimento, nome do teste e código TUSS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>