Maneiras de identificar se você é alérgico
6 Maneiras de Identificar se você é Alérgico e 3 Formas de Tratar sua Alergia
7 de abril de 2020
sabonete syndet
Sabonete Syndet: banhos sem irritação e alergias
8 de junho de 2020

5 Tipos de Alergia e Como Tratar

vacinas para alergia

vacina subcutânea para alergia

Quais os principais tipos de alergia e como trata-los?

Primeiro é importante explicar o que é alergia. Muitas pessoas acham que alergia é similar a imunidade baixa (imunodeficiência). Isso está longe de ser verdade. Na imunidade baixa uma agente agressor como vírus ou bactéria ataca o organismo e nossas defesas não respondem adequadamente, por falta de anticorpos ou alguma outra deficiência.

Na alergia um agente que não é agressor, não deveria causar problema algum, como pelo de cachorro por exemplo, entra em contato com nosso corpo e nossas defesas se enganam e resolvem atacá-lo com produção de anticorpos e células de defesa. Isso leva a um processo inflamatório que causa os sintomas já conhecidos como coceira, espirros, obstrução nasal, falta de ar etc.

Alergia então seria um engano do nosso sistema imunológico que resolveu se defender de algo que é inofensivo. Exemplos de substâncias que não causam mal ao nosso organismo mas podem causar alergia por serem confundidos são vários como alimentos (leite, ovo, camarão), fungos, ácaros (poeira), polens, pelos de animais etc.

Os principais tipos de alergia são

Essas doenças têm nomes e sintomas diferentes porém todas tem algo em comum. Os mecanismos que levam as pessoas a terem essas doenças são os mesmos, que eu acabei de explicar acima. A pessoa sensível entra em contato com algo inofensivo como o pelo de um animal ou ácaro (poeira doméstica) e o corpo ao se confundir e enxergar um agressor se defende produzindo anticorpos do tipo IgE o que desencadeia a reação alérgica. O que diferencia é onde a reação alérgica ocorre. Por isso existem diferentes tipos de alergia.

Na rinite alérgica ocorre no nariz levando a sintomas como obstrução nasal, espirros, coriza e coceira.

Na conjuntivite alérgica ocorre no olho causando olhos vermelhos, coceira, lacrimejamento.

Na asma ataca o pulmão e leva a falta de ar, tosse, chiado no peito.

Na alergia alimentar ataca o trato gastrointestinal e leva a vômitos, dores abdominais e com frequência urticária e angioedema.

Na dermatite atópica ataca a pele e causa coceira intensa e lesões.

Exatamente devido ao processo que causa a alergia ser o mesmo é muito comum uma pessoa ter mais de um tipo de alergia ao longo da vida. Algumas doenças podem desaparecer e outras surgirem. Os médicos chamam isso de marcha atópica ou marcha alérgica.

A criança nos primeiros meses de vida já pode desenvolver dermatite atópica que geralmente regride espontaneamente após alguns anos.

Depois pode desenvolver asma que também regride no início da vida adulta e muitas vezes volta a aparecer quando já idoso.

A rinite e conjuntivite alérgica podem aparecer após os 2-3 anos de vida e costumam durar a vida inteira, infelizmente. Alergias alimentares podem aparecer em qualquer momento da vida porém na infância é mais comum alergia a leite, ovo, trigo e soja e no adulto camarão e amendoim.

Tratamento das alergias

O tratamento desses diferentes tipos de alergia varia de acordo com o sítio que é acometido. O tratamento da rinite é diferente da asma que é diferente da alergia alimentar mais como você já sabe que elas têm similaridade nos mecanismos que causam e de se esperar que o tratamento também possa ter suas similaridades.

1 – Para começar evite contato com a substância que você tem alergia.

Todos esses tipos de alergia têm isso em comum. Se você é alérgico a poeira e evita o contato seus sintomas vão melhorar muito. Se você é alérgico a camarão e não come camarão não terá nenhuma alergia. Se fosse possível viver em local que não tem a substância que você é alérgico o problema estaria resolvido. No entanto, no Brasil, a principal substância alergênica são os ácaros ou poeira doméstica. É praticamente impossível viver longe de poeira, mas podemos diminuir o contato com ela através de medidas de limpeza chamadas de controle de ambiente.

2 – Medicamentos.

Embora cada doença tenha suas peculiaridades e seus medicamentos específicos, duas classes de medicamentos são as principais em qualquer quadro alérgico. Corticoides e antialérgicos.

O corticoide atua inibindo o processo inflamatório que é gerado durante a crise de alergia. É usado na rinite alérgica na forma de spray nasal, na conjuntivite alérgica como colírio, na asma sendo inalado por nebulização ou spray, na dermatite atópica em pomadas e cremes e na alergia alimentar por via oral para tratar a crise aguda.

O antialérgico ou anti-histamínico age inibindo a principal molécula responsável pelas alergias, a histamina. Geralmente é usado por via oral como comprimido ou xarope mas pode ser usado na forma de colírios para a conjuntivite alérgica e spray nasal na rinite alérgica.

3 – Imunoterapia ou tratamento com vacinas.

A imunoterapia, também chamada de vacina para alergia, consiste em dar ao paciente alérgico pequenas doses daquela substância que ele tem alergia para que seu sistema imunológico se acostume (dessensibilização). Se você tem alergia a ácaros vai tomar vacina com ácaros e após algum tempo sua resposta alérgica vai diminuir. É o único tratamento capaz de mudar o curso natural da doença alérgica, fazendo com que um paciente que tem alergia deixe de ter ou ao menos diminuindo os sintomas.

Todas as doenças alérgicas mencionadas acima podem ser tratadas com imunoterapia porém no caso de alergia alimentar apenas para alguns alimentos.

Quer saber um pouco mais? Da uma olhada no site sa ASBAI, sociedade brasileira de alergia e imunologia.

Dr Andre A Gauderer
Médico Alergista
Serviço de alergia da policlinica de botafogo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>